Institucional

Home Institucional História da SBPC/ML

1º Parte 1944

Em 31 de maio de 1944, o médico Erasmo José da Cunha Lima e outros colegas que trabalhavam na especialidade Patologia Clínica fundaram, no Rio de Janeiro, a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (SBPC). Erasmo Lima foi escolhido seu primeiro presidente. A Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro cedeu uma sala para ser a sede provisória da recém-criada instituição.

Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro: sede provisória

O estatuto, concluído em junho, estabelecia que a SBPC tinha como objetivos “trabalhar pela elevação de nível das condições científicas e profissionais dos que exercem a especialidade; promover uma aplicação mais extensa dos médicos de laboratório ao diagnóstico das doenças; estimular a pesquisa original em todos os ramos de trabalho do laboratório clínico; pugnar por uma cooperação mais estreita entre o clínico e o patologista; estabelecer, quando achar conveniente, padrões para a realização dos diferentes exames de laboratório; empreender a publicação de uma revista especializada, onde serão publicados trabalhos científicos de valor, notas editoriais e os resumos das sessões da Sociedade; promover a realização de cursos, conferências e Congressos nacionais ou internacionais de Patologia Clínica ou de qualquer de seus ramos”.

A patologia clínica foi definida como o setor da ciência e prática médicas que consiste na aplicação da anatomia patológica, da hematologia, da fisiologia, da bacteriologia, da imunologia, da parasitologia e da química, no diagnóstico das doenças. O mesmo texto explicava que “o patologista clínico é um médico consultante, especializado na aplicação dos exames de laboratório ao diagnóstico das doenças”.

Erasmo Lima, primeiro presidente da SBPC/ML
Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro: sede provisória