Especialistas da SBPC/ML destacam que por falta de imunidade ao tipo, a população fica mais suscetível a desenvolver os sintomas.  

 

 Testes laboratoriais têm a capacidade de identificar de maneira mais rápida e precisa qual vírus está causando a infecção e são fundamentais para um tratamento adequado

Tomou posse no último dia 15/12, a nova diretoria que estará à frente da gestão da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) nos próximos dois anos, em 2024 e 2025. O atual presidente, Fábio Brazão, passou a gestão ao atual vice, Alvaro Pulchinelli Junior. E na vice-presidência, assumiu Guilherme Ferreira de Oliveira. 

A Diretoria e a equipe da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial desejam a todos vocês um Feliz Natal e próspero Ano Novo, que seja repleto de saúde e alegria!

Comunicamos que entraremos em recesso em 26 de dezembro de 2023 e voltaremos às atividades no dia 02 de janeiro de 2024.

Boas festas!

Em uma das conferências mais aguardadas do dia, o médico patologista clínico Carlos Eduardo dos Santos Ferreira fez a abertura para o diretor de Acreditação e Qualidade  da SBPC/ML, Guilherme Ferreira de Oliveira, e a consultora em Sistemas de Gestão da Qualidade e Segurança em Serviços de Saúde, Elaine Cristina Faria. As apresentações giraram em torno das adequações que os laboratórios deverão fazer frente à nova RDC.

Em janeiro de 2022, quando a diretoria eleita da SBPC/ML para o biênio 22/23 assumiu a gestão, o status de emergência da pandemia da covid-19 ainda estava em curso em muitas partes do mundo. O desenvolvimento de vacinas e esforços de controle da propagação do vírus havia ocorrido, mas a crise sanitária ainda não estava encerrada. A obrigatoriedade do isolamento social serviu para acelerar a digitalização em todos os setores e forçou uma rápida adaptação e inovação na medicina diagnóstica, destacando a importância da tecnologia para melhorar a eficiência, precisão e acessibilidade dos diagnósticos médicos. Muitas dessas mudanças continuarão a ser parte integrante da prática médica. A patologia clínica e medicina laboratorial naquele momento cumpriam papel educativo essencial ao prover informações confiáveis sobre testagens e ao municiar os profissionais do setor. No período, uma ação conjunta entre a SBPC/ML, Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC), Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), e Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL) implementou o programa de avaliação de kits para coronavírus em 13 laboratórios (públicos e privados), com análise de 15 mil amostras e 44 testes, que obtiveram o reconhecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e da Agência Nacional de Saúde (ANS). A gestão da SBPC/ML no biênio também participou ativamente do Comitê Especial de Monitoramento da covid-19 (sigla: CEM covid). Na grade de cursos de ensino a distância foi desenvolvido o EAD Era covid: impactos no comportamento do consumidor. Além de um cenário de incertezas inerente a uma crise sanitária com alto grau de exigência imposta aos profissionais da área da saúde, em 2022, a nova gestão da SBPC/ML também encarava o desafio de comunicar com eficiência numa realidade híbrida, com poucas atividades presenciais e outras 100% online. Na avaliação de Annelise Correa Wengerkievicz, diretora de Comunicação e Marketing no biênio 22/23, foi necessário implementar novas formas de disseminar o conhecimento. “Foi um momento crucial em que a SBPC/ ML incorporou uma agenda remota de atividades científicas, que ajudaram a respaldar a atuação dos profissionais da patologia clínica e da medicina laboratorial”, lembra Annelise. No período, o Podcast Papo de Laboratório, que chegou à terceira temporada agora em 2023, se tornou um dos principais canais de interlocução com os associados e com o público em geral. Também foi criada uma nova Biblioteca Digital e as campanhas de conscientização foram amplificadas através do uso intensivo de redes sociais como o Instagram, aumentando o alcance dos públicos de interesse.

Com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento da qualidade dos laboratórios clínicos no Brasil, o Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) foi criado pela SBPC/ML em 1998. Nesses 25 anos, o programa se consolidou e ganhou cada vez mais relevância e reconhecimento no mercado.